18 de Dezembro de 2017
19º/35º
NOTÍCIAS » LOCAL

DIA DA MULHER. Mulheres fazem a diferença na sociedade

Darcy Pinheiro Santana, mãe do prefeito de Assis, primeira dama e presidente do Fundo Social deixa uma mensagem otimistas a todas as mulheres

Hoje, 8 de março, o mundo inteiro comemora o Dia Internacional da Mulher, por conta de uma operária tecelã de uma fábrica têxtil de Nova York, que foi morta incendiada juntamente com mais 129 mulheres, que estavam trabalhando, pelo simples fato de reivindicarseus direitos trabalhistas, no ano de 1857.

A história das mulheres começou aí. Em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, elegeu-se o 8 de março como o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Nova conquista em 24 de fevereiro de 1932 , quando à mulher brasileira foi dado o direito de votar.

E continuou a história de conquistas.

Embora o Dia da Mulher seja comemorado nessa data, como data oficial, sabe-se que todos os 365 dias do ano são Dia da Mulher, pois são lutadoras, guerreiras, mães, amigas, esposas, filhas, funcionárias, entre outras tantas e infinitas funções que a mulher exerce no dia a dia. Além disso, deve-se considerar suas conquistas políticas, sociais e econômicas.

Por tudo isso, elas não devem ser lembradas somente no dia 8 de março, mas sim em todos os dias.

Mas, infelizmente, muitas mulheres ainda sofrem preconceitos como, por exemplo, da sociedade e de seus maridos que não permitirem que elas trabalhem fora, cursem alguma faculdade, ou exerçam cargos de destaque na sociedade em geral. Ou ainda são tratadas com desprezo.

Porém, no dia de hoje, vamos falar de mulheres que são independentes, que trabalham fora, que são arrimo de família ou colaboram para o sustento da casa. E mais, exercem grande papel na sociedade buscando sempre o benefício do próximo.

Para tratar desse assunto, conhecemos um pouco mais da primeira dama de Assis, Darcy Pinheiro Santana, mãe do prefeito Ricardo Pinheiro.

Como ele é solteiro, Darcy ocupa esse papel na Administração Pública Municipal. Essa é a primeira vez que acontece isso na história de Assis: a mãe do prefeito é primeira dama.

Darcy, 69, é nascida em Cornélio Procópio, PR, cursou Pedagogia no Instituto de Educação de Assis. Também se especializou na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Lins (AUXILIUM) em Crianças com Deficiência, e na Faculdade de Marília (UNESP) especializou-se em Psicopedagogia de Terapia de Casais.

Darcy foi professora e vice-diretora da Escola Estadual José Augusto Ribeiro , por 30 anos, onde não atuou como diretora somente, mas também como amiga e conselheira. Costumava ir às casas dos alunos saber se estava tudo bem e o porquê das faltas, nos casos dos alunos faltosos.

Depois de aposentada, ela continuou trabalhando como diretora da escola Mais Ensino.

"Trabalhei com crianças rebeldes. Sempre quis fazer o melhor para as pessoas. Trabalhei em escolas com fluxo muito grande de crianças desfavorecidas que iam por outro caminho e eu as orientava para irem para o caminho do bem", declara a primeira Dama.

Darcy sempre fez trabalhos voluntários, como por exemplo, foi presidente das Acácias da Maçonaria Lux et Labor em 2009, e também trabalhou por 8 anos como diretora Social do Assis Tênis Clube, sendo primeira dama por três gestões.

Darcy lembra que as mulheres não podiam exercer papeis políticos, como a questão do voto, por exemplo, tudo era muito restrito. "Mas, uma das grandes conquistas da mulher veio com o voto", diz Darcy.

"Para mim e para todas as brasileiras e para todas as mulheres do mundo, a conquista de um espaço é muito gratificante. E ter um dia mundial, que foi instituído através de uma revolução , um trabalho de luta, só me engrandece".

A Presidente do Fundo Social de Solidariedade de Assis, que faz o papel de auxiliar as ações do Poder Executivo em benefício da população assisense, sempre procura ser a mesma pessoa, independente de onde esteja e com quem esteja.

"Sou um livro aberto, muito transparente e é isso o que passo para todas as pessoas com quem convivo, ser amiga leal. Se gosto, gosto, e se não gosto , não gosto, sou franca".

A primeira dama de Assis, Darcy Pinheiro Santana, já foi cabeleireira, vendedora, tem um dom maravilhoso para cozinhar, é professora da panificação no Fundo Social, entre outras tantas atividades que já exerceu e exerce. E garante que ainda tem muito a fazer.

Sua trajetória de vida junto com o esposo Cleomenes José Santana é muito forte. De companheirismo, esposa, dona de casa e mãe. "É uma vida iluminada a nossa. Precisamos ser útil, solidária, companheira e sobretudo amorosa. Mas considero o patamar mais alto da vida de uma mulher o de ser mãe", diz a primeira dama.

A secretária da presidente do Fundo Social, Ana Karina Cardoso de Moraes Simas, conta um pouco de como Darcy age no Fundo Social.

"Darci sempre é a primeira a fazer as coisas, como por exemplo, tem que varrer, ela começa e então as pessoas seguem o que ela está fazendo. Ela é um exemplo e também sempre visualiza coisas melhores para as pessoas e para o futuro. Ela não para nunca. Está sempre buscando o que há de melhor para si e para as pessoas", conta Karina.

A primeira dama e presidente do Fundo Social parabeniza todas as mulheres neste dia, principalmente por terem conquistado o espaço que ocupam hoje e sua liberdade profissional.

"Parabéns mulheres pelo seu dia. Continuem ocupando espaços dentro e fora de casa. Vençam o preconceito, pois há muita coisa para se conquistar e não se pode parar por ai. Sejam fortes, corajosas, e em alguns momentos bravas, e a cada dia mais qualificadas". Essa é a mensagem de Darcy Pinheiro Santana.

AssisCity parabeniza Darcy pelo seu dia e agradece pela entrevista.

Parabéns mulheres, vocês são guerreiras. Todos os dias são seus. Continuem fazendo a diferença.


Darcy Pinheiro Santana, Dalva


Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM